Diferentemente do prefeito do município de São José do Belmonte que, mesmo após a derrubada do veto dos precatórios pelo Congresso, declarou, no dia 30 de março de 2021, em reunião com o núcleo do Sinpebel, que aguardaria novo posicionamento do TCU - para a infelicidade de todos os professores, que sabem, de fato, qual a verdadeira intenção do gestor -, por outro lado, para a felicidade dos professores do município de Cortês, a prefeita Fátima Borba (Republicanos)  e o vice-prefeito Eron (PTB) - ambos responsáveis e compromissados com a classe da Educação do município - anunciaram que 60% dos precatórios no Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério) serão rateados para o pagamento dos professores.

O valor total, segundo a prefeita, passa de meio milhão de reais, ajudando a rodar a economia da cidade.

Para o rateio, professores contratados entre os anos de 2002 a 2006 deverão se dirigir a Secretaria de Educação (com urgência), munidos de: 

- RG

- CPF

- Comprovante de Residência

- Conta no Banco Bradesco

Professores efetivos e aposentados:

- Precisarão aguardar, pois já possuem dados cadastrados em sistema.

Professores falecidos:

- Seus familiares deverão procurar a Assessoria Jurídica do Município.

FUNDEF

O FUNDEF foi criado para garantir uma subvinculação dos recursos da educação para o Ensino Fundamental, bem como para assegurar melhor distribuição desses recursos. Com este fundo de natureza contábil, cada Estado e cada município recebe o equivalente ao número de alunos matriculados na sua rede pública do Ensino Fundamental. Além disso, é definido um valor mínimo nacional por aluno/ano, diferenciado para os alunos de 1ª à 4ª série e para os da 5ª à 8ª série e Educação Especial Fundamental.

O FUNDEF foi criado pela Emenda Constitucional n.º 14/96, regulamentado pela Lei n.º 9.424/96 e pelo Decreto n.º 2.264/97 e implantado automaticamente em janeiro de 1998 em todo o País.

FONTE: Portal de Prefeitura


O presidente da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP), Léo do AR, que também é presidente da Câmara de Vereadores de Gravatá, anunciou, nesta quinta-feira (29), que a UVP firmou uma parceria com a PLENO, uma empresa de consultoria, treinamento e desenvolvimento humano.


O objetivo da parceria é promover a transformação e desenvolvimento de funcionários que prestam serviços em câmaras e prefeituras, do litoral ao sertão do Estado. A proposta é promover capacitações comportamental aos funcionários, além de analisar o perfil de cada um deles, orientá-los em suas carreiras.


Com a ajuda da UVP, a PLENO deverá promover treinamentos presenciais e online para câmaras e prefeituras que desejarem ingressar na parceria. Representantes da UVP e da empresa parceira estiverem reunidos nesta manhã.


FONTE: Pernambuco noticias


Renan Calheiros é confirmado na Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19


O senador Renan Calheiros foi nomeado relator da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19 nessa terça-feira, 27. O parlamentar é acusado de corrupção em várias ações na Justiça. No departamento de propinas da construtora Odebrecht, por exemplo, tem o codinome “Atleta”.


Num Brasil abastardado pelo Supremo Tribunal Federal, Renan segue driblando a capivara cevada pela pilha de processos e inquéritos. Em vez de temporadas na gaiola, coleciona mandatos na presidência do Senado. Até agora são três. Começou, nesta quinta-feira (29), a campanha para chegar ao quarto, fantasiado de relator da CPI da Pandemia”, escreveu o jornalista Augusto Nunes em artigo publicado na Revista Oeste.


Segundo o colunista, só no “País do Carnaval” um investigado investiga. “Sem sair da Praça dos Três Poderes, sem se afastar de cargos relevantes, Renan Calheiros foge da Justiça há quase 30 anos. É o nosso Usain Bolt da corrupção. É um tremendo Atleta”, concluiu Augusto.


FONTE: Revista Oeste


Ministério da Saúde informou, nesta quarta-feira (28/4), que encontrou mais 100 mil doses de Coronavac em seu estoque e fará a distribuição delas para os estados a partir desta quinta-feira (29/4), junto com doses dos imunizantes AstraZeneca/Oxford. A informação é do portal Gaúcha ZH.


As 100 mil doses serão encaminhadas proporcionalmente aos estados, da mesma forma que a pasta faz com as remessas desde o início do ano.


A última remessa de Coronavac feita pelo Instituto Butantan ao Ministério da Saúde ocorreu no dia 19 de abril, com 700 mil doses.


O ministério alegou que é normal que algumas doses de vacinas fiquem no estoque para controle de qualidade, e essa parte é distribuída aos poucos, por semana. Agora, explica a pasta, devido à falta de imunizantes em diversos estados, o quantitativo estocado será despachado em sua totalidade para as regiões do país.


Devido a um atraso na entrega do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) importado da China, o Instituto Butantan atrasou o cronograma de envio de imunizantes ao Ministério da Saúde, ocasionando falta da vacina em diversos estados do Brasil.


FONTES:  Gauchazh / Metropoles


Parlamentares afirmam que indicação do emedebista, que é pai de governador de Alagoas, pode prejudicar andamento da comissão


O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), vai relatar ação movida por três senadores aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contra a indicação de Renan Calheiros (MDB-AL) para a relatoria da CPI da Covid.


O mandado de segurança apresentado por Eduardo Girão (Podemos-CE), Jorginho Mello (PL-SC) e Marcos Rogério (DEM-RO) pede a suspensão do ato que colocou o senador emedebista na comissão.


Os parlamentares lembram que Renan Calheiros é pai do governador de Alagoas, Renan Filho (MDB) e, por isso, os trabalhos do senador à frente da CPI podem fazer a comissão ser “eivada de desconfiança”.


Um dos focos buscado por governistas para livrar o governo Bolsonaro das investigações é apurar o uso de verbas federais por governadores e prefeitos no combate à pandemia.


É possível considerar legal e impessoal a indicação de senador relator, cujo filho está entre os governadores ‘investigados’? Sabe-se que não há investigação direta da pessoa do governador, mas indiretamente se investigará eventual má aplicação das verbas públicas repassadas pela União, no enfrentamento da Covid-19 pelos estados/municípios”, apontam os senadores.


Instalada nesta terça-feira (27/8), a CPI da Covid é presidida pelo senador Omar Aziz (PSD-AM), que indicou Renan Calheiros para a relatoria do colegiado após acordo com parlamentares.


FONTE: Metropoles


A conta de luz vai ficar mais cara, a partir de amanhã, no Estado. O reajuste médio de 8,99% foi autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Ontem, a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) disse que o reajuste para os consumidores residenciais ficará entre 5,94% e 7,46%, dependendo do perfil do cliente.


Segundo a Celpe, a empresa tem 3,8 milhões de clientes em todo o estado. Desse total, 90% são consumidores residenciais. Quem pagava conta de R$ 100, por mês, passará a desembolsar até R$ 107.

Para os consumidores de baixa renda, o reajuste será de 5,94%. Estão inseridos nesse público os mais de um milhão de clientes da Tarifa Social. Para fazer parte desse perfil, é preciso estar no Cadastro Único do governo federal (CadÚnico).

O benefício da Tarifa Social concede desconto de até 65% na conta de energia dos clientes classificados com baixa renda.

Para os demais clientes residenciais, de baixa tensão, o reajuste será de 7,46%. Para as indústrias e grandes comércios, que estão na faixa de alta tensão, o aumento previsto é de 11,89%.

Segundo a Celpe, os novos valores deverão ser cobrados integralmente a partir das contas de junho e julho.

A empresa informou, ainda, que o aumento ficou nessa faixa por causa de renegociação de custos de transmissão e uso de créditos tributários.

“Sem a adoção dessas medidas de mitigação, o índice médio do reajuste para os consumidores seria superior a 18%”, informou a empresa, em comunicado.

FONTE: Magno Martins


O Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores - PT de Pernambuco aprovou, nesta terça-feira (20), resolução em que manifesta alinhamento com a estratégia da direção nacional do partido para a disputa eleitoral de 2022. Sob a justificativa de derrotar o Governo Bolsonaro e fortalecer o projeto do partido, a sigla deixa aberta a possibilidade de voltar a integrar a Frente Popular e retomar a aliança com o PSB. A estratégia dependerá da tática que a sigla definirá para os estados estando abertas as possibilidade de aliança com outras forças, indicação de nomes para eventuais composições majoritárias ou candidatura ao governo do Estado.

Até sair esta definição, o partido reforça que eventuais lançamentos de nomes a esses postos refletem, tão somente, manifestações de ordem individual sem suporte da instância estadual do Partido.

Confira a nota na íntegra:

Em 28 de março de 2021, o Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores e das Trabalhadoras aprovou uma resolução deliberando que o caminho a ser seguido para a disputa eleitoral de 2022 será definido em conjunto com a Direção Nacional do Partido, que tem como foco central derrotar Bolsonaro e seus aliados, autores do genocídio em curso e responsáveis pela tragédia sanitária e pelas investidas cotidianas contra a democracia e contra os direitos da classe trabalhadora. Para vencer esses desafios temos plena sintonia com a orientação nacional de que é necessário buscar construir o maior número possível de alianças das forças progressistas nos Estados, objetivo que, como é natural, coloca Pernambuco no centro desse debate com o protagonismo que sempre teve no País.

Neste sentido, o PT de Pernambuco envidará todos os esforços para construir um caminho coerente com essa orientação e com os interesses do Partido no Estado. Aguardaremos assim a abertura formal das discussões sobre as táticas a serem adotadas nos Estados, quando então definiremos o posicionamento do Partido em Pernambuco: alianças com outras forças (entre estas, a Frente Popular de Pernambuco) e indicação de nomes para eventuais composições majoritárias, ou a apresentação de candidatura ao governo do Estado. Até lá, vale destacar, eventuais lançamentos de nomes a esses postos refletem tão somente manifestações de ordem individual sem qualquer respaldo da instância estadual do Partido.

Recife, 20 de abril de 2021.

COMISSÃO EXECUTIVA PT PERNAMBUCO

FONTE: FolhaPE


O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nessa terça-feira (20/4), por 376 votos a 164, o Projeto de Lei (PL) n° 5.595/20, que reconhece a educação básica e o ensino superior, em formato presencial, como serviços e atividades essenciais, inclusive durante a pandemia da Covid-19. Agora, a matéria segue para análise no Senado Federal.

Segundo 0 projeto, fica proibida a suspensão das atividades educacionais em formato presencial e acresce uma exceção para as “situações excepcionais cujas restrições sejam fundamentadas em critérios técnicos e científicos devidamente comprovados”.

O relatório da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) destaca que o estabelecimento de critérios epidemiológicos para a decisão do funcionamento das escolas, parâmetros de infraestrutura sanitária e disponibilização de equipamentos de higiene e proteção – incluindo máscaras, álcool em gel 70%, água e sabão – e distanciamento social e ações de prevenção que devem ser observados na abertura das escolas, entre outros.

Segundo o relatório, as diretrizes e ações serão regulamentadas pelos entes Federativos em até 30 dias da publicação desta Lei.

FONTE: Metropoles


Quem é inscrito o Bolsa Família começou a receber na sexta-feira (16) a primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021 de acordo com o calendário do programa. O valor é pago no app Caixa Tem ou nos cartões Bolsa Família e Cidadão. Lembrando que quem já recebia o Bolsa Família vai ter direito a o benefício que tiver o valor maior.

O Calendário do Bolsa Família 2021 padrão também está sendo pago na mesma data, igual antes. O término deve ocorrer no próximo dia 30. As datas de recebimento são de acordo com o Número de Inscrição Social (NIS).

Dividida em quatro parcelas, a nova rodada de pagamentos terá um valor médio de R$ 250, podendo chegar até R$ 375 para famílias comandadas por mulheres que criam filhos sozinhas. Os valores, pagos por meio do Caixa Tem, serão direcionados aos trabalhadores informais com renda mensal inferior a meio salário mínimo e renda familiar de até três salários mínimos.

Como este ano não foram abertos novos cadastros, só terá o benefício aqueles que tenham recebido também em 2020. Diferente do ano passado, em que até duas pessoas da família poderiam receber o auxílio emergencial, em 2021, o valor será pago apenas para um representante familiar.

Para consultar se você vai ou não receber o Auxílio Emergencial, acesse a página do benefício no site do Dataprev e informe alguns dados pessoais.





Os deputados Daniel Silveira (PTB-RJ) e Carla Zambelli (PSL-SP) pediram para a Justiça impedir que o senador Renan Calheiros (MDB-AL) seja o relator da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid-19 no Senado. As informações são do Poder360.

Os pedidos foram enviados ontem à PGR (Procuradoria Geral da República) e à 2ª Vara Federal de Brasília. Os deputados argumentam que o senador deve ser considerado suspeito e impedido de assumir a relatoria.

Silveira utiliza um trecho do Código de Processo Civil que diz que agentes públicos não podem fazer parte de processos em que parentes estejam envolvidos. Renan é pai do governador de Alagoas, Renan Filho (MDB-AL), que pode ser investigado por causa do uso de verbas federais no combate à pandemia.

Já Zambelli afirma que, como Renan responde por processos na Justiça, “o princípio da moralidade administrativa” estaria prejudicado. “A presença de alguém com 43 processos e 6 inquéritos no STF [Supremo Tribunal Federal] evidentemente fere o princípio da moralidade administrativa“, disse ela em publicação em seu perfil no Twitter.

O relator é quem prepara o parecer final após os trabalhos serem realizados pelos 11 membros da comissão. É nessa peça que são sugeridos indiciamentos ou não. É um cargo chave para garantir que as investigações atinjam aqueles que eventualmente tenham cometido irregularidades ao longo da pandemia.

Silveira foi preso em 16 de fevereiro, por ordem do ministro do STF Alexandre de Moraes, depois de ter publicado vídeo com xingamentos e acusações contra integrantes da Suprema Corte. Em 14 de março, o deputado passou para a prisão domiciliar, também por ordem de Moraes.

Desde então, Silveira passou a trabalhar de casa, de onde pode fazer despachos. O deputado usa uma tornozeleira eletrônica e não pode dar entrevistas para jornalistas ou usar redes sociais.

O argumento de Silveira contra Renan é o mesmo utilizado por outros apoiadores do presidente Bolsonaro. No domingo (18.abr.), deputados bolsonaristas, como Zambelli e Alê Silva (PSL-MG), fizeram uma campanha no Twitter contra Renan. A hashtag #RenanSuspeito chegou a ser um dos assuntos mais comentados da rede social.

Apoiadores de Bolsonaro têm dito que o governo federal fez sua parte no combate à pandemia transferindo recursos para os Estados. E que é preciso apurar o que é feito com essas verbas.

O governo tenta emplacar Marcos Rogério (DEM-RO) na relatoria da CPI em vez de Renan. Deve haver disputa até o último minuto. A 1ª reunião da comissão está marcada para a próxima terça-feira.

FONTE: Magno Martins


A Caixa Econômica Federal paga a primeira parcela do auxílio emergencial 2021 para novos grupos nessa terça-feira (20). Para o público geral, o depósito será para os nascidos em julho. Para o Bolsa Família, o pagamento será para quem tem NIS (Número de Identificação Social) terminado em 3.

Ao todo, serão quatro parcelas de R$ 250, com duas exceções: mulheres chefes de família receberão R$ 375 e quem mora sozinho terá R$ 150.

Para o público geral, assim como no ano passado, primeiro o dinheiro será depositado em conta poupança digital e só depois liberado para saque. As datas variam conforme o mês de aniversário. Nascidos entre janeiro e junho já tiveram o valor depositado. 

O dinheiro vai para conta poupança digital e poderá ser movimentado pelo app Caixa Tem. Segundo o banco, com o aplicativo é possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos usando o cartão de débito virtual ou QR Code. Também dá para pagar contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas pela opção “pagar na lotérica”.

Os saques da primeira parcela do auxílio para o público geral, que inicialmente estavam programados para começar em 4 de maio, foram antecipados. A retirada ou transferência do dinheiro estará disponível a partir do dia 30 de abril, de acordo com o mês de nascimento. Quem não quer esperar para sacar a primeira parcela pode recorrer às fintechs e aos bancos digitais.

Para quem faz parte do programa Bolsa Família, as datas de depósito e saque são as mesmas. O pagamento começou no último dia 16.

Segundo a Caixa, para esse público, além de movimentar o benefício pelo aplicativo Caixa Tem, também será possível fazer o saque com o Cartão Bolsa Família ou Cartão Cidadão, nos canais físicos, como agências e lotéricas.

Confira os calendários de pagamentos

1ª parcela




FONTE: Expresso do Sertão


O prefeito do Recife, João Campos (PSB), defende que seu partido tenha uma candidatura própria à Presidência em 2022. A declaração foi dada em entrevista à Rádio Clube, ontem.


"Defendo que o PSB tenha um projeto próprio à presidência, que represente esse conjunto de ideias que Eduardo Campos levantou e que depois Marina Silva foi dar continuidade em 2014”, declarou o prefeito. De acordo com João, "o plano de governo de Eduardo Campos sete anos atrás ainda daria para ser utilizado hoje", disse.

Apesar de ter dito que é cedo para tratar da disputa do próximo ano, Campos enfatizou que é necessário "encontrar uma forma para um projeto para unir os brasileiros". "Eu vejo que o PSB tem todas as condições de fazer essa discussão”, afirmou.

FONTE: Magno Martins


O deputado federal Sebastião Oliveira (Avante), herdeiro político do ex-deputado federal Inocêncio Oliveira (PL), é considerado uma grande liderança numa vasta área do Sertão pernambucano. Tratado como Sebá, pelos amigos da capital, Sebastião foi secretário de Paulo Câmara e conhece como poucos os bastidores da política pernambucana.


Neste último fim de semana, em depoimento exclusivo ao blog do Magno Martins, ele revolucionou a modorrenta sucessão pernambucana. Lançou o discreto e eficiente Zé Neto à sucessão de Paulo Câmara.

Nesta entrevista exclusiva ao jornal O Poder, o deputado detalha os porquês do seu ousado gesto.

O PODER – Qual a sua visão do quadro nacional neste grave momento de pandemia?

Sebastião Oliveira – O Brasil atravessa graves crises: A sanitária repercute profundamente na nossa economia. A institucional e a política são de extrema virulência. Os Poderes nunca estiveram tão desarmônicos. Cito o Judiciário, que legisla, e ninguém se entende. Vejo um cenário de muitas incertezas.

O seu partido é da base de Paulo Câmara, no plano local, e da base de Bolsonaro a nível nacional. Como essa contradição será resolvida em 2022?

O partido discute a candidatura própria nas eleições de 2022: o deputado federal André Janones (Avante/MG)

No último fim de semana, o senhor lançou a pré-candidatura de Zé Neto a governador, pela aliança que apoia Paulo Câmara. Foi uma iniciativa individual, partidária ou reflete uma articulação em curso?

Posicionei-me como porta-voz do meu partido, de aliados, de prefeitos, de ex-prefeitos, de vereadores, de deputados estaduais e de diversas lideranças políticas. Não sei se há uma articulação em curso, pois não dialoguei com ninguém do Palácio do Campos das Princesas sobre esse tema.

Quais as qualidades que o senhor vê em Zé Neto para encabeçar de forma viável uma campanha para o Governo?

Zé Neto é detentor de várias qualidades. Assumiu a espinhosa missão de ser o interlocutor político do Governo do Estado com a Assembleia Legislativa, prefeitos, lideranças políticas e secretarias estaduais. O desempenho dele tem sido espetacular e bastante elogiado. É praticamente uma unanimidade no meio político. Preparado, competente, atencioso e suave. Sabe dizer não com ternura. Cumpre o prometido e circula bem, além das fronteiras do PSB e da Frente Popular.

É sabido no mundo político que deputados e prefeitos da base do governo não têm simpatia pela candidatura de Geraldo Júlio. O senhor tem ouvido essas queixas? Levou isso em consideração para optar por Zé Neto?

Considero que Geraldo Júlio foi um bom prefeito. Possui vários predicados. Porém, não conhece os prefeitos, ex-prefeitos e lideranças políticas de Pernambuco. Está à frente da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico há quatro meses, e não observo nenhum movimento em direção aos municípios pernambucanos. Onde estão as obras? Não existe diálogo com os prefeitos e com as lideranças políticas estaduais.

Provavelmente, não há convicção do seu próprio futuro político. Em contrapartida, Zé Neto atende diariamente e dialoga com todos que integram o cenário político do Estado. Essa conduta atenciosa tem sido elogiada por vários prefeitos e lideranças políticas. Todos acreditam se tratar de um grande nome para a sucessão do governador Paulo Câmara.

Algo mais que deseje acrescentar?

Tenho a convicção de que, nos momentos de crise, os grandes líderes se forjam. Não é hora de se esconder. É momento de diálogo e ação. Os pernambucanos querem saber o que cada um de nós estamos fazendo no combate à essa crise sanitária, sem precedentes.

FONTE: Magno Martins


A base governista está de fato dividida em relação ao processo interno de discussão e avaliação do quadro da sucessão do governador Paulo Câmara em 2022. No mesmo dia em que o líder do Avante, Sebastião Oliveira, lançou a candidatura do secretário da Casa Civil a governador, Zé Neto, quatro parlamentares se manifestaram também favoráveis: Romero Albuquerque (PP), Rogério Leão (PL), Guilherme Uchôa Jr (SC) e a vereadora do Recife, Andreza Romero (PP). Agora, o grupo conta com o apoio público do deputado João Paulo.

Ontem João Paulo deixou claro que não quer o ex-prefeito Geraldo Covidão como candidato ao Palácio das Princesas. Numa sessão da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, o ex-prefeito, que governou a cidade do Recife por dois mandatos e ainda fez o sucessor na condição de um dos maiores líderes do PT, estando hoje filiado ao PCdoB, colocou o recheio sucessório num debate técnico.

Disse que sua preferência recai pelo nome de Zé Neto, mas que ficaria de fato também satisfeito e contemplado se a aliança governista lançasse mão do nome do secretário estadual de Saúde, André Longo. “Sou simpático também à Vossa Excelência, caso pleiteie essa missão”, disse o neocomunista, surpreendendo Longo e todos os parlamentares que acompanhavam a sessão, cuja pauta era a extensão da Covid-19 no Estado.

O deputado e ex-prefeito engrossa ainda mais o coro dos políticos da base governista que estão buscando um nome alternativo ao de Geraldo Julio (PSB) para 2022. A manifestação é uma prova mais que irrefutável que Geraldo não é e nunca será unanimidade dentro do bloco governista para se consolidar como candidato único e consensual ao Governo do Estado. Na verdade, o ex-prefeito chegou ao final da sua gestão de oito anos extremamente desgastado, não apenas na opinião pública, pelas sete operações da Polícia Federal de investigação quanto ao desvio de recursos federais da pandemia, mas por ser desagregador.

Basta lembrar que foi ele entrar no Governo de Paulo por uma porta para o então poderoso ex-secretário Antônio Figueira sair pela outra. É necessário lembrar que Figueira mandou e desmandou no Estado desde o primeiro dia da gestão de Eduardo Campos até a chegada de Covidão à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, pasta esvaziada, que o escondeu e o tirou, consequentemente, da mídia e da vitrine do debate eleitoral de 22.

A voz de Sebá – Em entrevista ao jornal O Poder, o líder do Avante, Sebastião Oliveira, voltou a falar da candidatura de Zé Neto. “Posicionei-me como porta-voz voz do meu partido, de aliados, de prefeitos, de ex-prefeitos, de vereadores, de deputados estaduais e de diversas lideranças políticas. Não sei se há uma articulação em curso, pois não dialoguei com ninguém do Palácio do Campos das Princesas sobre esse tema. Zé Neto é detentor de várias qualidades. Assumiu a espinhosa missão de ser o interlocutor político do Governo do Estado com a Assembleia Legislativa, prefeitos, lideranças políticas e secretarias estaduais. O desempenho dele tem sido espetacular e bastante elogiado. É praticamente uma unanimidade no meio político. Preparado, competente, atencioso e suave. Sabe dizer não com ternura. Cumpre o prometido e circula bem, além das fronteiras do PSB e da Frente Popular”, afirmou.

FONTES: Pernambuco em Pauta / Magno Martins

 

O vereador e presidente da Câmara Municipal de Gravatá, no Agreste, Léo do Ar (PSDB) é o novo presidente da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP). O resultado foi anunciado nesse domingo (18), após eleição realizada no Colégio Modelo de Gaibu, localizado no Cabo de Santo Agostinho.

Integrante da chapa 01, o tucano obteve 45% dos votos (422 no total). Em entrevista, ele afirmou que uma das principais iniciativas de sua gestão será readaptar o modelo da marcha nacional dos vereadores para Pernambuco.

Três vezes eleito presidente da Câmara de Gravatá, Léo do Ar conta com mais uma liderança. Desta vez, como presidente da UVP, que comandará ao lado do vice Zé Benga (Avante), vereador do município de Cedro, no Sertão. De acordo com o novo presidente, o objetivo é “reorganizar a casa”.

E também fazer jus ao parlamento municipal. O vereador é a figura mais próxima da população, estamos aqui para fortalecer ainda mais todos os vereadores pernambucanos, porque com o vereador fortalecido quem ganha é o povo”, destacou.

Dentre as propostas primordiais de sua gestão, o tucano destacou duas, uma delas referente a inovações no Estatuto da União de Vereadores. “O Estatuto caducou, envelheceu então temos que inová-lo”, disse. Outra proposta, mencionada com entusiasmo, é baseada na Marcha dos Vereadores e Vereadoras do Brasil, realizada em Brasília.

O objetivo é readaptar o modelo nacional para uma marcha estadual que una todos os vereadores e vereadoras de Pernambuco.

O intuito é que parlamentares não precisem sair de Pernambuco para participar de uma marcha de vereadores, vamos implantá-la aqui no nosso estado. Nós precisamos e merecemos”, avaliou. Tendo Recife como a cidade escolhida para a realização do evento, o objetivo da marcha é dar visibilidade “as deficiências de cada micro e macro regiões, vamos englobar todas as pautas e levá-las para a marcha de vereadores e vamos reivindicar o direito do Parlamento Municipal, impulsionando também o contato com o nosso povo”, frisou o vereador Léo do Ar.

Questionado sobre os projetos de enfrentamento à pandemia, o vereador afirmou que a UVP trabalhará para “coordenar e orientar todas as Câmaras Municipais de Pernambuco no combate à Covid-19”, informou.

O papel da UVP é parecido com o do Ministério Público, a gente não indaga, a gente recomenda. Vamos fazer de um modo organizado e competente para que todas as Câmaras pernambucanas respeitem todos os protocolos estaduais”, contou. A posse do novo presidente da União dos Vereadores de Pernambuco está prevista para acontecer nesta quarta-feira, dia 21, no município de Gravatá.

UVP – Atuando há mais de quatro décadas no estado, a União dos Vereadores de Pernambuco tem a missão de fortalecer o Poder Legislativo nos municípios e atuar em defesa da democracia impulsionando, também, a participação popular no meio político. Ao todo, a organização conta com 2.069 parlamentares filiados, distribuídos em 184 câmaras municipais.

FONTE: Blog do Silva Lima


O senador Eduardo Girão  (Podemos-CE) apresentou, ontem dia 19 de abril, de forma oficial, candidatura avulsa para presidir a CPI da covid.

A candidatura de Girão vai de encontro ao acordo que foi costurado pela maioria do colegiado. Pelo acordo, o presidente será o senador Omar Aziz (PSD-AM), com a relatoria de Renan Calheiros (MDB-AL) e vice-presidência de Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Além disso, Girão pretende ingressar com um pedido de votação nominal no dia de instalação da CPI da Covid. A escolha de presidente e vice-presidente das CPIs ocorre normalmente por meio de votação secreta.

A sociedade espera um trabalho sério e técnico do Senado para que não aconteça outra frustração com um triste final. Essa é realmente uma grande chance para o Parlamento renovar as esperanças da população brasileira num futuro melhor, com ações efetivas que tragam bons frutos para a população”, diz Girão no ofício encaminhado ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), informando sobre sua candidatura.

FONTE: Terra noticias


O general Joaquim Silva e Luna tomou posse nessa segunda (19) como presidente da Petrobras. Ele foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro em substituição ao economista Roberto Castello Branco.


Em seu discurso, Silva e Luna disse que não há dúvidas de que, entre os principais desafios, estão tornar a Petrobras cada vez mais forte, trabalhando com visão de futuro, segurança, respeito ao meio ambiente, aos acionistas e à sociedade para garantir o maior retorno possível ao capital empregado.


Crescer sustentado em ativos de óleo e gás de classe mundial, em águas profundas e ultraprofundas, buscando incessantemente custos baixos e eficiência. E fazer tudo isso conciliando os interesses de consumidores e acionistas, valorizando os nossos petroleiros, buscando reduzir volatilidade sem desrespeitar a paridade internacional, perseguindo a redução da dívida, investindo em pesquisa e desenvolvimento e contribuindo para a geração de previsibilidade ao planejamento econômico nacional”, acrescentou.


Silva e Luna foi confirmado para o cargo no último dia 16. A decisão foi formalizada pelo Conselho de Administração da estatal, que o elegeu, além de aprovar outros nomes para compor a Diretoria Executiva.


Também tomaram posse, Rodrigo Araujo Alves como diretor executivo Financeiro e de Relacionamento com Investidores; Cláudio Rogério Linassi Mastella, diretor executivo de Comercialização e Logística; Fernando Assumpção Borges, diretor executivo de Exploração e Produção; e João Henrique Rittershaussen, diretor executivo de Desenvolvimento da Produção.


Foram reconduzidos Nicolás Simone, como diretor executivo de Transformação Digital e Inovação; Roberto Furian Ardenghy, diretor executivo de Relacionamento Institucional e Sustentabilidade; e Rodrigo Costa Lima e Silva, diretor executivo de Refino e Gás Natural.


FONTE: Folha da Politica


O Brasil observou nas últimas semanas o embate para abertura da CPI do COVID no Senado.


Porém, na terça-feira (13) o presidente do Senado Federal acatou a proposta do Senador Eduardo Girão (Podemos- CE) e incluiu na CPI investigações dos repasses para estados e municípios. Assim que a decisão foi acatada, por incrível que pareça, os casos de covid começaram a despencar pelo Brasil, pois o cerco está sendo fechado.


Na quarta-feira (14), o site de notícias Jovem Pan anunciou que o estado de São Paulo teve uma queda de 11,9% nas internações de pacientes com COVID em uma semana.


A CNN noticiou na terça-feira, após a decisão do Senado, que no estado do Rio de Janeiro a espera por leito para pessoas contaminadas por COVID caiu pela metade em uma semana.


Na Bahia, onde apresentava um dos piores casos de disseminação de COVID no país, as filas de regulação de pacientes intubados com COVID em UPAS foram zeradas, segundo informação da Secretaria Estadual e pubicação do G1.


O governador de São Paulo, João Doria, criticou a inclusão dos estados e municípios na CPI do COVID. “É mais uma farsa do governo Bolsonaro, que não tem coragem de assumir responsabilidades e quer transferir seus graves erros e equívocos na pandemia para governadores e prefeitos”, declarou o tucano, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo.


Com essas movimentações, só prova que o presidente Jair  Bolsonaro mais uma vez acertou em pedir a inclusão dos estados e municípios na CPI. E pelo visto parece que vamos ver nas próximas semanas os casos de COVID estabilizar por todo o país.


FONTE: Blog do Nildo Menezes