Sob o comando dos irmãos Oliveira há apenas dez meses, o partido Avante ganhou cara, voz, representatividade e força em Pernambuco. Nesse período, Waldemar Oliveira e Sebastião Oliveira, presidente Estadual da sigla e deputado federal, respectivamente, promoveram uma verdadeira revolução na legenda, que filiou diversos prefeitos e vices, mais de 100 vereadores, além de muitos ex-prefeitos que disputarão as próximas eleições.

Antes de a dupla assumir os rumos do Avante, o partido não contava com nenhum prefeito de mandato em seu quadro.

Graças ao prestígio e ao capital político de Waldemar e Sebastião, dez prefeitos passaram a integrar o grupo liderado por eles: Diogo Alexandre (Chã Grande); Rildo Reis (Amaraji); Júnior Amorim (São Benedito do Sul); Joamy Alves (Araçoiaba); Adilson Timóteo (Inajá); Ricardo Ferraz (Floresta); Tião de Gaudêncio (Quixaba); Vaninho de Danda (Santa Terezinha); Aline Freire (Terra Nova); Eliane Soares (Santa Cruz).

Cinco vice-prefeitos de importantes cidades espalhadas pelo Estado também aderiram ao projeto do Avante: Sandro Advogado (Chã Grande); Dr. Gabriel (São Lourenço da Mata); Marcelo Motta (Limoeiro); Artur Victor (Moreno) e Deca de André (Tracunhaém).

Também migraram para a legenda mais de dez ex-prefeitos: Airon Timóteo (Inajá); Zé Pretinho (Quixaba); Laerte Freire (Terra Nova); Carlos Evandro (Serra Talhada); Luciano Bonfim (Triunfo); Gérson Henrique (Jucati); Alexandre Tenório (Iati); Alexandre Martins (Terezinha); Galego (Jurema); Joelson (Calumbi); Dadau (Tacaratu); Zé Baiano (São Benedito do Sul).

PLANOS

O Avante tem planos arrojados. Um deles é fincar o seu nome com firmeza no solo da política estadual e, para isso, pretende disputar o comando de mais de 40 municípios no próximo pleito. Para chegar aos objetivos traçados, o seu palanque, além das lideranças já citadas, foi reforçado com nomes de peso, dentre eles, Carlos Batata (ex-deputado federal), Henrique Queiroz e Geraldo Pinho Alves (ex-deputados estaduais).

Com força estabelecida no interior de Pernambuco, chegou a hora de a família Oliveira também marcar presença na Região Metropolitana do Recife – RMR. “O Avante tem metas bem definidas e uma delas é eleger três vereadores no Recife. Montamos uma chapa coesa e estamos otimistas que vamos conquistar o que foi planejado”, explicou Waldemar Oliveira.

CONFIANÇA

Mais de 100 vereadores passaram a apostar no projeto do Avante. Alguns deles vão entrar na briga para se elegerem prefeitos, com fortes chances de vitória. Em Arcoverde, Cybele Roa, que foi disputada por vários outros partidos, é uma das principais apostas da sigla. Estão na mesma situação, os vereadores Marcílio (Custódia), Júnior Vaz/Tinam (Pedra) e Zé de Benga (Cedro), que, assim como Cybele, estão firmes para conquistarem o comando de suas respectivas cidades.


VEJA AQUI TAMBÉM: Farol de notícias / Finfa / Ponto de vista


Esses humoristas do Sul e do Sudeste (alguns deles), usam a piada para expressar seus preconceitos, difamando pessoas íntegras, artistas e outras personalidades, cidadãos de bem, procurando fazer graça onde graça não tem.
A esse tal de “num sei quem Couto” – quero nem aprender o nome, pra não aumentar mais ainda a minha indiferença em relação a ele –, tenho a dizer que Assisão, sim, é um artista decente.
Fez a sua história elevando a cultura de seu povo, de sua terra, de sua gente. Merece respeito e todas as honrarias que um artista deve ter. Agora, você, camarada, vá procurar outra coisa pra fazer, se é que você sabe fazer alguma coisa além de denegrir as pessoas.
Nos respeite, e procure se dá o respeito também.
Um viva pra Assisão, uma saraivada de palmas pra Chico Anísio, João Cláudio, Zé Lezim, Jô Soares, Saulo Laranjeira e outros tantos que existem por esse Brasil afora, que fazem humor de verdade; não esse besteirol que vocês ficam empurrando goela abaixo, pra tapar buraco na televisão, pensando que o povo é besta.
Pra você, o nosso repúdio.
Maciel Melo - Cantor e compositor

Durante entrevista no início da tarde desta quarta-feira (29), no programa Sertão Notícias, da rádio Cultura FM (92,9), o pré-candidato a prefeito, Carlos Evandro falou sobre as especulações levantadas sobre a possível pré-candidatura da ex-secretária de saúde, Socorro Brito - que também estava presente - e mostrou tranquilidade em relação à sua pré-candidatura.
Eu tenho plena noção que posso concorrer! Não que minha mulher não tenha, condições, mas tenho plenas convicções da minha pré-candidatura”, disse Carlos evandro, acrescentando que a oposição sente-se incomodada com o seu nome no páreo.
“Isso é para confundir o povo. O problema é que eu incomodo! Mas agora não é tempo de política, não me aproveito das desgraças dos outros. Gostaria de tranquilizar o povo e continuo trabalhando do mesmo jeito!”, afirmou.
Na ocasião, a ex-primeira dama também comentou o caso. "Estamos extremamente preocupados. Nesse momento, até ri quando vi a notícia!
Por conviver no meio político, não é estranho esse assunto, mas quero tranquilizar, porque o pré-candidato é Carlos Evandro, o problema é que ele realmente incomoda. Nunca tive a intenção e vaidade de ser prefeita de Serra Talhada”, finalizou Socorro Brito.
FONTE: Nayn Neto

Anúncio foi feito por meio das redes sociais do cantor Vicente Nery (Facebook e Instagram), às 22:36h, da última segunda-feira (27)

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) não deixou a indústria da música incólume. No geral, artistas têm cancelado shows, prometendo datas posteriores e inovando, através de lives, para não perder a sintonia com os fãs. É o caso, por exemplo, de Vicente Nery, que não diferente de outros artistas, embarca nesse tipo de apresentação ao vivo, sem plateia física - buscando na internet a solução para encontrar seus fãs - como também, manter as pessoas em casa, conscientizando-as sobre a importância do isolamento social.

compositor das músicas "SÓ DEUS CALA A MINHA VOZ" e "É NÓS" - que fizeram e fazem, em períodos eleitorais, grande sucesso em Pernambuco, especialmente nos municípios do Sertão, Serra Talhada e São José do Belmonte, dentre outras - caiu nas graças dos amantes do forró,  de Pernambuco e de todo o Brasil.

Outrossim, PODE COPIAR! Como o próprio cantor faz e fez questão de falar, durante a gravação do CD "VICENTE NERY E AMIGOS 3", em 2016, que foi graças à grande ajuda do deputado estadual, à época, e atual deputado federal Sebastião Oliveira - com o qual dividiu o palco, tendo participação no DVD, cantando a música "GARÇOM" de Reginaldo Rossi [assista das 01:50:33 às 01:55:02] - que a sua carreira deslanchou no Estado de Pernambuco e o sucesso aumentou ainda mais, em todo o País, devido os diversos shows que fez - sendo sempre a atração principal e considerado como aquele que não podia ficar de fora dos comícios políticos do grupo do parlamentar - à época, em vários municípios. Inclusive, em demonstração de gratidão, Vicente pediu votos para Sebastião, a exemplo da campanha em que foi candidato a prefeito da Capital do Xaxado, em 2012 [relembre] [relembre]. Além de participações, junto com a Banda Cheiro de Menina, em aniversários e festas organizadas pelo seu amigo Sebá, a exemplo de 2014 [relembre].

Nas redes sociais, centenas de milhares de fãs espalhados por todo o Brasil já pediam a aparição de Vicente Nery, e tentando aliviar a tensão do isolamento social, com o lema "O SHOW NÃO PODE PARAR EM CASA!", o cantor anunciou que fará transmissão via YouTube, na próxima quinta-feira (30). A postagem foi bastante comemorada nas redes sociais, deixando os fãs ainda mais empolgados.

Confira, abaixo, o anúncio feito na Página Oficial do Facebook do cantor Vicente Nery:


Confira, abaixo, o anúncio feito na Página Oficial do Instagram do cantor Vicente Nery:


Vicente, que costuma juntar multidões em shows por onde passa, terá uma nova experiência. Agora, sem sentir o calor dos fãs. Em tempos difíceis como o atual, todos os artistas estão encontrando formas de se comunicar com seu público e manter uma espécie de ‘agenda de shows’. E com ele não é diferente.

No Instagram Oficial do cantor, as curtidas se aproximam das 13 mil; comentários, quase 1.100. Já na Página Oficial do Facebook, as curtidas se aproximam das 5 mil; compartilhamentos, quase 1.000; e os comentários, mais de 600, dentre os quais destacamos:

LEGALLL, não perderemos, nem por Decreto, só Deus impedirá de ficarmos grudadinhos na TV. Eu e meu esposo estamos no isolamento em casa, no Recife e assistimos teus shows no YouTube todos os dias. Te amamos muito”, escreveu a fã pernambucana, Enilda Câmara Vilar.

Que bom vou assistir com certeza diretamente de junco do Seridó na PB. Vc é 10 Vicente, sou sua fã”, disse a paraibana Benedita Santos.

"Tava esperando esse momento não tinha assistido nenhuma ainda tava esperando a sua. Não vejo a hora", comentou Vanuza Amâncio, mais uma fã.

Drica Pereira, por sua vez, que é natural do Estado do Ceará e vive em Portugal, comentou: "Estou à espera desde de sexta-feira (24). Sou cearense e vivo em Portugal. Minha irmã havia me falado que seria às nove horas da noite - horário local de Fortaleza - que começaria sua live. Então fiquei à espera, procurava e nada. Então resolvi ligar para minha outra irmã, e foi aí que ela me falou que era no dia 30".


Pequena biografia

Antônio Vicentino Neri, de nome artístico Vicente Nery, nasceu em 24 de janeiro do ano de 1977, na localidade de Pedra Branca, município de Aracoiaba, no Ceará. O cantor estreou, em 1993, na banda de forró Cheiro de Menina, onde permaneceu por mais de uma década, gravando 16 CDs, e tornando-se famoso. Fundou a banda Forró Real, e foi vocalista de várias outras bandas de forró, como Caviar com RapaduraCavalo de Pau e Forró Maior. Lançou-se em carreira solo no ano de 2010, após alcançar sucesso nacional com suas composições, como as músicas "Senhorita", "Nunca Mais" e "Ponto Final". Em 6 de Junho de 2015, gravou DVD em comemoração a 20 anos de carreira, em Fortaleza com participação de Amado Batista em duas músicas.

Finalmente o artista serra-talhadense Assisão resolveu quebrar o silêncio, após receber duras críticas do humorista iniciante do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT), Murilo Couto. Em vídeo, o forrozeiro agradece aos artistas, fãs e a todos os serra-talhadenses, pernambucanos e brasileiros pelo apoio e defesa à sua pessoa. Assista:



Analisando live do ‘Rei do Forró’, que angariou cestas básicas para famílias de Serra Talhada, o humorista comparou o artista a ‘um cachorro de raça’, disse que ele tinha jeito de ‘drogado e bêbado’ e ainda que mais parecia um ‘zumbi’.

Assisão, que tinha optado em ‘perdoar’ o agressor e não processá-lo - dizendo que “Murilo Couto já ganhou o minuto de fama que buscava no Nordeste” - durante entrevista ao programa Frente à Frente, do jornalista Magno Martins - Jornalista este que fez uma bela defesa do cantor [veja- acabou cedendo aos conselhos de advogados do núcleo da OAB em Serra Talhada, onde mora, e anuncia amanhã que vai mover uma ação contra o seu algoz, integrante da equipe do SBT em São Paulo, por compará-lo a um cachorro. A formalização do processo, provavelmente por danos morais e crime de racismo, se dará numa entrevista às 10 horas no Museu do Cangaço.

Confira, abaixo, a opinião de um cidadão belmontense:

Em tempo de combate à Pandemia do Coronavírus, São José do Belmonte, a Terra de Dom Romonilson Mariano - como bem disse o Jornalista Magno Martins, na Coluna do Blog do dia 31/03 - CONTINUA sendo sinônimo de muito desrespeito às determinações da OMS, do Ministério da Saúde, do Ministério Público, do Governo de Pernambuco, e desrespeito aos cidadãos da Terra da Pedra do Reino, por parte daquele que se autointitula representante do povo.

Primeiro, tem-se gasto linhas em noticiar uma barreira sanitária, que funciona apenas em horário comercial, sem estrutura alguma de aporte sanitário, tendo em vista a falta de recursos técnicos e equipamentos de testagem; quem ali trabalha, trabalha por amor e dedicação à população belmontense.

Talvez, esta seja a única entrada para o município ou não se sabe que São Jose do Belmonte faz divisa com o Ceará e a Paraíba? Que as entradas do município são os Distritos vindos do Ceará, além dos Distritos do Carmo e Bom Nome?

No dia 22 de Abril de 2020, mais um decreto do Dom Prefeito,  dessa vez, decretou o uso obrigatório de máscaras no município a partir do dia 25 de abril, onde toda a população, do mais humilde ao mais abastardo, deveria fazer uma, ou mesmo, adquirir este equipamento de proteção. É claro, o exemplo deveria ter partido dele, mas no decreto deve ter letras tão minúsculas que os cidadãos não conseguiram ler dizendo que ele MANDA, mas NÃO CUMPRE.

No dia 26 de abril, foi publicada em um Blog da cidade [veja], uma matéria onde o Prefeito de Cabrobó, Marcílio Cavalcanti, visitou o nosso município - E é momento para receber visita? - descumprindo todas as recomendações dos órgãos de Saúde e, parece que a barreira sanitária não explicou, ou talvez não tivesse ninguém para fazer a abordagem ao veículo do Sr. prefeito e orientá-lo sobre o uso obrigatório de máscara e o distanciamento de, no mínimo, 1 metro de outras pessoas, cumprindo, inclusive o que é recomendado pelo Governo de Pernambuco e todos os órgãos de Saúde.

O que se observa na reportagem é o total desprezo pelas recomendações dos órgãos de Saúde, um mau exemplo que pode estimular pessoas a banalizarem a situação preocupante e extremamente sensível que estamos passando. O Dom prefeito e seus amigos não faziam uso de máscaras, procuraram demonstrar que não existe distância para ser considerada, ao ponto de registrarem fotos lado a lado, abraçados.

Esta não foi a primeira vez. Desde que começou as recomendações de saúde e dos órgãos de controle, que o NOBRE faz questão de afrontar a todos, falta bom senso e ao menos respeito à sua própria secretária de Saúde, que advertiu os cidadãos durante uma entrevista recente em uma rádio local, inclusive foi taxativa quando disse que o município não estava preparado para esta pandemia. A pergunta que se faz é: Pra que serve as recomendações da  secretária de Saúde do município? Só para os comerciantes e para a população em geral?

Sabemos que todas as autoridades públicas devem, além de manter as normas sanitárias vigentes, dar bons exemplos à população, pois talvez, muitos ao agirem assim podem vir a sobrecarregar o sistema de saúde local, não são NOBRES, não terão, talvez as mesmas chances. Sem contar que a recomendação é usar videoconferências, ninguém precisa conversar de tão perto.

Fica o alerta da ciência, da OMS, do Governo de Pernambuco, do Ministério Público, da Secretaria de Saúde, de todos que querem o seu bem, cidadão belmontense: Fique em casa. Só saia se for imprescindível. Use máscara e lave bem as mãos. Não siga o Dom Prefeito e seu principal pensamento:

"FAÇA O QUE EU DIGO - MAS NÃO FAÇA O QUE EU FAÇO - SENÃO, EU USO O PODER QUE TENHO PARA PERSEGUI-LO, FECHAR SEU COMÉRCIO E MANDAR PRENDÊ-LO"...

Do Portal Nayn Neto

O pré-candidato a prefeito de Serra Talhada, Dr. Carlos Evandro - que também usou suas redes sociais (Facebook e Instagram) - vem, através deste veículo de comunicação, se solidarizar ao cantor Assisão, após a infeliz brincadeira feita pelo humorista Murilo Couto, do The Noite.

Quero aqui homenagear meu amigo Assisão, que foi alvo de ataques por parte de uma pessoa que se diz humorista. Qual tipo de pessoa faz piadas com um representante da cultura de um povo?


Assisão merece não apenas respeito, mas todas as homenagens possíveis. Afinal, é o nosso rei do Forró.

Muitas vezes se não sabe a qual público se dirigir ao fazer uma piada, é melhor não fazê-la.

Respeite nossa cultura. 

Respeite Assisão. @assisao_oficial_

Um abraço a todos e em especial ao meu amigo!

Carlos Evandro

Pré-candidato a prefeito de Serra Talhada


O cantor Santana, se solidarizando ao amigo e também cantor, Assisão, repudia com veemência as palavras ofensivas do humorista do The Noite, Murilo Couto, direcionadas ao cantor serra-talhadense [relembre] e, assim como os conterrâneos do forrozeiro, os sertanejos, em geral, deputados, a exemplo do federal Sebastião Oliveira [veja] e do estadual Rogério Leão [veja], bem como a cantora Elba Ramalho [veja] deixa sua mensagem de apoio. Assista:




A infeliz brincadeira em tom de gozação e preconceito, partindo do humorista do The Noite, Murilo Couto, direcionadas ao cantor serra-talhadense, Assisão [relembre], tem causado grande indignação aos conterrâneos do forrozeiro, aos sertanejos, em geral, a deputados, a exemplo do federal Sebastião Oliveira [veja] e do estadual Rogério Leão [veja], bem como a outros cantores, a exemplo de Santana [veja] e Elba Ramalho. Assista:




Defesa do deputado vem após a triste fala do humorista sobre cantor serra-talhadense, Assisão, o chamando de cachorro, bêbado e drogado [relembre].

O deputado estadual Rogério Leão - que também usou suas redes sociais (Facebook e Instagram) - vem, através deste veículo de comunicação, manifestar seu repúdio em decorrência das declarações do humorista, até então desconhecido em boa parte no Nordeste, Murilo Couto, autor do vídeo que ofende a imagem do grande artista, compositor, representante da música nordestina brasileira, sertanejo da cidade de Serra Talhada, Assisão. 

Acontece que tais declarações mostram total desconhecimento, por parte do dito “humorista”, sobre a cultura e os artistas que representam um povo, uma região desse tão grande País, o nosso Brasil.

"Em tempos de confinamento e distanciamento social, onde os verdadeiros representantes de suas atividades, incluindo os artistas que utilizam de recursos midiáticos e as novas tecnologias, produzem e tentam manter suas posições, precisamos estar atentos a expressões e atitudes desta natureza e não toleraremos, em nenhuma hipótese, tais práticas", defendeu o parlamentar.

Recife, 26 de abril de 2020.

Rogério Leão - Deputado Estadual de Pernambuco

Defesa do deputado serra-talhadense vem após a triste fala do humorista sobre cantor serra-talhadense, Assisão, o chamando de cachorro, bêbado e drogado [relembre].

Eu sou um cidadão constitucionalista e defendo todo tipo de manifestação artística. A liberdade de expressão é um direito conquistado por todos os brasileiros e brasileiras, mas ela jamais pode ser desrespeitosa, seja lá com quem for. Há limites que não podem ser ultrapassados de forma alguma, dentre eles, atacar a dignidade de uma pessoa.

Assisti com muita indignação a infeliz manifestação do humorista Murilo Couto que, de forma grosseira e desprovida de qualquer sensibilidade e educação, agrediu a pessoa e o cantor Assisão, que, assim como eu, é filho de Serra Talhada. Como acontece com a maioria dos artistas nordestinos, a carreira de Assisão foi construída por meio de muita determinação e sacrifício. Durante décadas, ele tem levado alegria por onde passa. Assisão, além de talentoso, é um cidadão de bem que conquistou a admiração do seu povo.

Além de Assisão, o humorista faltou com respeito com seus admiradores, familiares, amigos e pernambucanos, principalmente os sertanejos, que são reconhecidos pela sua raça, honestidade e força.

Achando pouco, Murilo Couto, ao chamar ironicamente Assisão de velho, mostrou que é um ser humano que não tem o menor apreço com as pessoas de mais idade, que são justamente as que precisam de mais atenção e carinho de nossa parte.

Murilo Couto, saiba que Assisão não está sozinho. Estou solidário ao meu conterrâneo e ídolo, para o que for necessário. Saiba também que Assisão é um patrimônio da cultura pernambucana. Reconhecer o erro dignifica. Retrate-se publicamente. É mínimo que esperamos de você. Assisão, estamos juntos para o que der e vier.

Sebastião Oliveira - Deputado federal


O jornalista Silva Lima noticiou, em seu Blognessa quarta-feira (22), que há exatamente um ano [relembre] [relembre], o Blog denunciava o abandono dos Cemitérios públicos do município de São José do Belmonte. Logo após as denúncias serem apresentadas no veículo de comunicação, à época, os servidores da prefeitura faziam a limpeza dos locais e, novamente o drama se repete, em pleno período de pandemia do coronavírus.

Segundo o Jornalista, "ao que parece, precisa que haja denúncia por parte da imprensa para que a prefeitura, através do gestor Romonilson Mariano, tome providências em relação a algo que deveria ser rotineiro e fazer arte da agenda do secretário responsável pela limpeza e manutenção dos Cemitérios públicos da cidade", e continua: "Se é desta forma que trabalham, aí vai mais uma denúncia".

"O Cemitério Parque da Saudade, o maior e o mais usado no município, no Bairro Cacimba Nova, encontra-se em estado de abandono, completamente coberto pela vegetação, e isso tem muito haver com o inverno do ano em curso, que veio e ficou na região, porém, não é motivo de justificativa para a situação de abandono em que o mesmo se encontra", disparou o Jornalista.

O Blog do Silva Lima e o Programa Ponto a Ponto - que ocorre durante as terças e sextas, na rádio São José FM, das 12h às 13h, em São José do Belmonte -, ambos, administrados pelo Jornalista Silva Lima, têm recebido inúmeras denúncias de belmontenses, em relação ao abandono dos cemitérios, que é de única e inteira responsabilidade do poder público municipal.


Empossado com status de superministro, Sergio Moro sofreu desgastes após vazamento de conversas privadas com procuradores da Lava Jato e atritos com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). À frente do Ministério da Justiça e Segurança Pública, o ex-juiz federal amargou seguidas derrotas em sua relação com o Congresso e deixa um saldo de menos ações deflagradas pela Polícia Federal, mais importante órgão vinculado à pasta.

Moro assumiu o comando do ministério prometendo focar suas ações na redução da criminalidade violenta e no combate ao crime organizado e à corrupção —sua principal bandeira como juiz responsável pela Operação Lava Jato. Apesar disso, teve dificuldades em emplacar iniciativas legislativas que considerava importantes e viu a PF como um todo e a própria Lava Jato reduzir o ritmo de ações.

Pacote anticrime esvaziado e perda do Coaf

A maior derrota de Moro junto ao Congresso foi o pacote anticrime, conjunto de mudanças na legislação criminal pensada para ser a marca de sua gestão. Apresentado em fevereiro de 2019 ao Congresso, o projeto só foi aprovado em dezembro com um teor muito diferente do proposto originalmente.

Uma articulação da oposição de esquerda e do Centrão derrubou pontos centrais da proposta do governo, como a legalização das prisões após condenação em segunda instância, a ampliação das situações de excludente de ilicitude para policiais e o "plea bargain" —acordo penal entre Ministério Público e um réu para o cumprimento de uma pena menor sem que haja necessidade de um processo judicial.

Também viu a criação do juiz de garantias, interpretada como uma resposta à sua atuação à frente da Lava Jato. A medida cria um juiz responsável especificamente pela instrução penal, fase em que há produção de provas e concessão de medidas cautelares durante a investigação. Esse magistrado não poderia julgar o caso.

As críticas à condução de processos por Moro foi uma constante durante toda a operação, mas foram intensificadas após mensagens vazadas dos celulares de procuradores da Lava Jato — obtidas pelo site The Intercept Brasil e reportadas em conjunto com outros veículos, entre eles o UOL— mostrarem que Moro orientou manifestações do MPF (Ministério Público Federal), discutiu linhas de investigação e chegou a indicar uma testemunha aos procuradores, o que, segundo críticos, viola a equidistância que um juiz é obrigado a manter entre a acusação e a defesa em um processo.

Outra derrota foi a decisão do Congresso de devolver a UIF (Unidade de inteligência Financeira) —novo nome do antigo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras)— para o Ministério de Economia (hoje o órgão se encontra sob o Banco Central). Historicamente o órgão, que monitora movimentações bancárias e patrimoniais suspeitas, esteve ligado ao Ministério da Fazenda, mas seu controle foi entregue a Moro durante a reforma administrativa feita por Bolsonaro ao assumir o governo.

Sob Moro, PF faz menos operações e apreensões

Ao longo de sua gestão, Moro tentou capitalizar a redução de índices criminais no Brasil —que já havia sido iniciada durante a gestão de Michel Temer (MDB), em 2018. Dados do Ministério da Justiça mostram que, em 2019, o número de homicídios no Brasil caiu 19%. No entanto, a maioria dos especialistas considera que a queda tenha tido relação com uma série de fatores, como a ação dos governos estaduais e mudança na dinâmica de facções criminosas no país.

Apesar disso, o número de ações da PF —principal órgão de segurança pública na esfera da União— caiu na gestão de Moro. Em 2019, a PF realizou 1.062 operações, uma redução de 32% em relação a 2018, quando houve 1.563 operações. É a primeira redução nesse tipo de ocorrência desde 2008.

Embora Moro tenha definido como prioridade o combate a crimes cometidos nas fronteiras, dados obtidos pelo UOL por meio da Lei de Acesso a Informação mostram que a produção da PF nesse tipo de ação também caiu. Em 2019, a PF fez 49 operações para combater esse tipo de delito, contra 59 em 2018, e 61 em 2017.

Em relação às principais drogas —maconha, cocaína, haxixe e skank— o volume apreendido também foi menor. Em 2019, foram 199,5 toneladas apreendidas, enquanto em 2018 foram 216 toneladas. Já a apreensão de drogas sintéticas aumentou de 15,1 mil para 52,1 mil unidades entre 2018 e 2019.

Lava Jato em marcha lenta

Mesmo a Operação Lava Jato, que deu a Moro notoriedade nacional, também viu seu ritmo de trabalhos cair consideravelmente em 2019, primeiro ano da gestão de Moro à frente da pasta.

A força-tarefa em Curitiba —braço original da Lava Jato— realizou 13 operações em 2019, mas fez apenas 18 prisões no período, o menor número para um ano desde o início da operação, em 2014.

Apenas na última ação deflagrada em 2018 —a Operação Sem Fundos, 56ª fase da Lava Jato— teve 22 alvos presos.

A queda de ritmo da Lava Jato é explicada, em parte, pela decisão de suspender todas as investigações com base em dados de inteligência financeira, proferida pelo ministro Dias Toffoli, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal). A liminar atendeu a pedido do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho mais velho de Jair Bolsonaro, investigado pelo Ministério Público do Rio por um suposto esquema de rachadinha durante seus mandatos como deputado estadual, conhecido como Caso Queiroz.

Por conta da decisão, dezenas de investigações ao redor do país ficaram suspensas entre julho e dezembro, quando o compartilhamento de dados pelo Coaf foi liberado pelo STF. Moro foi contrário à liminar e chegou a procurar Toffoli para pedir que ela fosse derrubada, o que desagradou Bolsonaro e gerou a primeira crise na relação entre os dois. Na ocasião, a demissão do ex-juiz chegou a ser especulada.

FONTE: Uol

Vítima foi morta a tiros na noite desta sexta (24)


Gameleira, município localizado na Mata Sul de Pernambuco, registra o assassinato de mais um vereador neste ano.

No início da noite desta sexta-feira (24) a violência foi cometida contra a vida do vereador Rogério. Até o momento não há informações dos autores do crime e motivação.

Com este, o município contabiliza dois assassinatos neste ano. Em 29 de janeiro, a vítima foi o vereador Ednaldo Marinho (PRB).

FONTES: G1 / Ponto de Vista


Em entrevista concedida na tarde desta sexta-freira (24), Bolsonaro atacou o ex-ministro Sergio Moro, e rebateu as acusações feitas pelo ex-ministro durante coletiva concedida na na manhã desta sexta.

Assista: