Pré-candidato foi o melhor secretário de Obras e o que mais fez obras em toda a história de Belmonte

No município de São José do Belmonte, Sertão Central do Estado de Pernambuco, faltando pouco mais de 100 dias para as eleições municipais, que ocorrem em 15 de novembro, os bastidores da política continuam movimentados e as articulações políticas deputado Rogério Leão e do seu grupo - visando a montagem da chapa majoritária para derrotar o prefeito Romonilson Mariano - não param.

Após os vereadores Zeca do Carmo e Evandro Gonçalves terem se colocado à disposição do grupo de oposição, ou melhor falando, do grupo do Leão, para disputar as eleições para prefeito, desta vez, mais um belmontense, Kléber Araújo, se propõe a entrar na briga e derrotar o prefeito desgastado, conhecido na cidade como o rei da propaganda e da mentira.

O nome de Kléber Araújo - que já atuou como secretário de Obras nas duas gestões do ex-prefeito e atual deputado Rogério Leão - a propósito, o melhor secretário e o que mais fez obras em toda a história do município, é bem aceito pelo grupo, tal qual os nomes dos vereadores Zeca e Evandro.

Em conversa com o deputado Rogério Leão, na noite desta quinta-feira (30), líder do grupo de oposição na Terra da Pedra do Reino, o mesmo foi enfático.

"A escolha da chapa majoritária ainda não está definida, mas a disponibilidade de Kléber, para disputar a prefeitura, mais um grande belmontense disposto a recolocar o município no rumo certo, só vem mostrar que, diferentemente do que o prefeito pensa, para as eleições deste ano, não há nada de sacrifício. Nosso grupo, que é composto por belmontenses compromissados com o projeto de mudanças e melhorias para São José do Belmonte e para toda a população, não apenas terá candidato para disputar as eleições, mas para vencê-las", cravou o deputado.


O deputado federal Sebastião Oliveira (PL), em conversa com o Farol, nessa quarta-feira (29), foi cauteloso ao ser provocado sobre a inauguração do shopping center em Serra Talhada.

O empreendimento abre às suas portas a partir do meio dia desta quinta (30). Diante o avanço da Covid-19 na cidade, Sebastião optou em cobrar coerência do prefeito Luciano Duque (PT), que durante uma live, convidou a população para visita o novo espaço. Atualmente, o município se aproxima dos 2 mil casos e contabiliza 25 mortes pelo novo coronavírus.

Temos mais de 6 mil mortes em Pernambuco, só o bairro do Ipsep tem mais infectados que quatro cidades do Pajeú. Então insisto, qual o Luciano Duque verdadeiro, o sanitarista ou o negacionista?”, indagou Sebastião.

Ele, após fazer uma breve busca no Farol, citou como exemplo uma das manchetes recentes, em que o prefeito pedia, meses atrás, para a população não sair de casa, e ficar em quarentena. Isso em 30 de março (leia aqui).

Qual é o Duque de verdade no novo cenário: o que faz um apelo dramático pela quarentena, ou que chama toda a população para abertura do shopping? Somos a única cidade da América Latina que abriu numa pandemia. O discurso caberia bem se fosse em outro momento, agora, o vetor de contaminação está para o lado do Sertão”, alertou Sebá.



Em visita à sede do Avante, no Recife, o  presidente do partido em Petrolina, Flávio Goulart, acompanhado da sua vice Klebya Bezerra, recebeu de Waldemar Oliveira,  comandante da sigla em Pernambuco, a autonomia para definir o caminho que a legenda seguirá no município, nas próximas eleições. O encontro também contou com presença de Júnior Gás, que vai disputar uma cadeira na Câmara de Vereadores.

De acordo com Waldemar, o momento é de diálogo e discutir propostas para a cidade, que é uma das mais importantes do Estado. "Estamos atentos ao cenário de Petrolina, mas demos ao diretório municipal o poder de decisão. No momento certo, o Avante anunciará o rumo que vai tomar. Flávio tem toda a nossa confiança", explicou o gestor.

Depois de definir que vai disputar o comando de cerca de 50 cidades pernambucanas nas próximas eleições, o Avante também trabalha com o intuito de reforçar a sua presença na Região Metropolitana do Recife - RMR.

Na busca de alcançar esse objetivo,  o presidente estadual do Avante, em Pernambuco, Waldemar Oliveira, reuniu-se  com o dirigente da sigla em Camaragibe, Ricardo Pedrosa, e com  Adriano Tabatinga, vereador mais votado da cidade no último pleito. 

"Camaragibe é um importante município da RMR e, por isso, está totalmente no radar do Avante. O encontro foi bastante produtivo, e a nossa Executiva Municipal  recebeu o aval para definir o nosso caminho em novembro", explicou Waldemar Oliveira.
Na última segunda-feira (20), em entrevista na Rádio Vilabela Fm, em Serra Talhada, falando aos radialistas Francys Maya e Giovanni Sá, no Programa Frequência Democrática, o prefeito de São José do Belmonte falou que Belmonte é um dos municípios mais transparentes de Pernambuco, em relação aos gastos com a Covid-19, porém, no mesmo dia da entrevista, a Promotora de justiça do município, através da Recomendação Nº 06/2020, cobrou transparência da prefeitura, dando a entender que o prefeito continua no jogo de marketing e propaganda enganosa, na tentativa de enganar a população. Confira:

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da Promotoria de Justiça local, recomendou à Prefeitura de São José do Belmonte que disponibilize, no Portal de Transparência ou website do órgão, de forma clara e objetiva, todos os dados atualizados das receitas e gastos com contratações excepcionais (inclusive de pessoal), revisões de contratos em curso, dispensas licitatórias, aquisições de insumos, dentre outros, efetivados para a emergência de saúde pública.

O objetivo é assegurar a ampla transparência e viabilizar o acompanhamento pela sociedade da destinação dos recursos federais repassados ao município para o enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Os procedimentos de dispensa e da execução dos referidos contratos também devem ser disponibilizados imediatamente no Portal ou em outro website, contendo, além das informações previstas no § 3º, do art. 8º, da Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/2011), o nome do contratado, o número de sua inscrição na Receita Federal do Brasil, o prazo contratual, o valor e o respectivo processo de contratação ou aquisição.
A presente recomendação Nº 06/2020, disponível no Diário Oficial Eletrônico do MPPE do dia 21, dá ciência ao destinatário quanto às providências solicitadas e poderão implicar na adoção de medidas administrativas e judiciais cabíveis caso não sejam cumpridas.

Veja também no Blog do Silva Lima (clicando aqui) e no Portal Naynneto (clicando aqui).

Abono salarial do PIS/Pasep 2019/2020, junto ao calendário 2020/2021, podem pagar até R$ 2.090,00 para cerca de 2,09 milhões de brasileiros neste ano

Além da liberação do saque do abono salarial do PIS/Pasep 2020/2021, o Governo Bolsonaro autorizou as retiradas do abono PIS/Pasep 2019/2020 aos trabalhadores que ainda não pegaram o dinheiro.
De acordo com a Caixa Econômica Federal, o prazo limite dos saques referente ao calendário 2019/2020 era 29 de maio de 2020. Mas, com a resolução Codefat 838, de 24 de setembro de 2019, foi permitido que fossem realizados saques junto ao abono salarial 2020/2021.
Segundo o banco, serão injetados R$ 1,3 bilhão na economia brasileira, beneficiando aproximadamente 2,09 milhões de trabalhadores brasileiros.
Em relação ao Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) antigo, direcionado aos servidores correntistas do Banco do Brasil, cerca de 360 mil abonos de 2019/2020 estão disponíveis para retirada, desde 1º de julho.
Qual é o valor pago pelo abono salarial do PIS/Pasep?
valor do abono PIS/Pasep é contabilizado conforme os dias trabalhados no ano-base. Desse modo, se tiver exercido as funções durante todos os dias de 2018 e 2019, ou seja, nos 24 meses, e não ter feito o saque, o dinheiro a ser sacado será de dois salários mínimos (R$ 2.090,00).
Portanto, o pagamento será feito na proporção de 1/12 do total do salário mínimo a cada 30 dias de exercício profissional. Confira:

R$ 88,00: 1 mês
R$ 175,00: 2 meses
R$ 262,00: 3 meses
R$ 349,00: 4 meses
R$ 436,00: 5 meses
R$ 523,00: 6 meses
R$ 610,00: 7 meses
R$ 697,00: 8 meses
R$ 784,00: 9 meses
R$ 871,00: 10 meses
R$ 958,00: 11 meses
R$ 1.045,00: 12 meses

Retiradas do abono salarial do PIS/Pasep

Os beneficiários do Programa de Integração Social (PIS), colaboradores da iniciativa privada, correntistas da Caixa, poderão fazer as retiradas nas agências, correspondentes Caixa Aqui, lotérica ou em canais de atendimento, sob posse do cartão cidadão e uso da senha. Para os que não possuem conta, é só se direcionar até uma agência da Caixa portando um documento com foto.

Já os servidores públicos, usuários do Banco do Brasil, o crédito foi feito automaticamente na conta em 30 de junho. Mas, os que não são clientes do BB, basta ir a uma agência com o seu documento.

Quais trabalhadores têm direito ao abono salarial do PIS/Pasep?

Possuem direito ao abono salarial do PIS/Pasep, aqueles que possuam cadastro por pelo menos cinco anos no PIS; tenham tido remuneração média mensal de até dois salários mínimos no ano-base; exerceram atividade profissional por ao menos 30 dias, consecutivos ou não, no calendário-base; além de estarem com os dados corretos na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Cronograma de pagamento do abono PIS/Pasep

A primeira etapa do Hospital Geral do Sertão (HGS) Governador Eduardo Campos foi inaugurada na manhã deste sábado (25). Situada em Serra Talhada, no Sertão do Pajeú, a unidade de saúde atenderá inicialmente os pacientes da Covid-19.
Um dos principais articuladores para que o projeto de construção do HGS saísse do papel, o deputado federal Sebastião Oliveira, que acompanhou o governador Paulo Câmara durante a inauguração, ressaltou a importância do equipamento para a região.
O HGS supre uma lacuna que existia no Sertão na área de saúde. Diversos munícipios e milhares de famílias pernambucanas serão contemplados. Serra Talhada consolida-se mais ainda como um dos principais polos médicos do Estado. Esse é um sonho concretizado que contou com o esforço de muita gente. Para mim, é uma grande honra, como médico e sertanejo, ter participado de todo o processo, desde as primeiras conversas com o Governo do Estado até a aquisição do terreno”, destacou Sebastião.
Oliveira também ressaltou o empenho do governador para que a obra fosse realizada. “Essa é uma promessa cumprida de Paulo Câmara. Desde o começo, ele entendeu a relevância do nosso pleito e se comprometeu em construir o hospital. E assim fez. O momento é de agradecimento pela visão de gestor que ele teve”.
Também estiveram presentes à inauguração, o deputado estadual Rogério Leão, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, e o ex-prefeito de Serra Talhada, Carlos Evandro.
FONTE: Edmar Lyra

Primeira etapa será exclusiva para tratar adoecimentos de Covid-19

O deputado estadual Rogério Leão participou, na manhã desse sábado (25), da entrega da primeira etapa do Hospital Eduardo Campos, em Serra Talhada.

"Serão 30 leitos de UTI e 28 de enfermaria exclusivos para a Covid-19. Este hospital será o mais moderno do Sertão Pernambucano. Uma nova referência em saúde que veio para beneficiar toda a região", foi enfático o deputado Rogério Leão.

Inicialmente, uma ala completa será utilizada para o tratamento das pessoas acometidas pela Covid-19, uma garantia de plena assistência da população do Sertão. No terreno da unidade, o Governo de Pernambuco também construiu um Hospital de Campanha voltado para os pacientes com o novo coronavírus, em um investimento de R$ 1,3 milhão. 

Além do deputado Rogério Leão, participaram do evento, o deputado federal Sebastião Oliveira, o médico e pré-candidato a prefeito de Serra Talhada, Carlos Evandro, André Longo, Secretário Estadual de Saúde, lideranças políticas locais e populares que seguiram todas as recomendações dos protocolos em saúde. 

Rogério Leão parabenizou, em suas redes sócias, o povo sertanejo, de Serra Talhada e agradeceu ao governador Paulo Câmara por mais uma conquista.

Confira também no Farol de notícias (clicando aqui)Blog do Silva Lima (clicando aqui), no Blog do Nill Junior (clicando aqui).


A aprovação do novo Fundeb na Câmara dos deputados, na última terça-feira (21), foi comemorada pelo deputado pernambucano, Sebastião Oliveira, que usou suas redes sociais (Facebook e Instagram), nesta quinta-feira (23), para dividir sua felicidade com os pernambucanos, na grande vitória da Educação. Confira:

"Vitória da Educação!

A Câmara dos Deputados aprovou a PEC que renova o Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB) e amplia gradualmente a participação da União em até 23% a partir de 2026. Com esse resultado, 17 milhões de estudantes a mais serão beneficiados no Brasil.

Votei a favor da proposta já que considero essa uma grande conquista na educação do nosso país.

O novo formato do Fundeb diminuirá a desigualdade, pois vai destinar mais investimentos para aos municípios mais pobres, além de aumentar os recursos que a União deverá depositar no fundo. Nosso trabalho é sempre a favor da população", comemorou o parlamentar.

Após a divulgação de uma 'FAKE NEWS' nas redes sociais, na manhã desta terça-feira (21), informando que Sebastião Oliveira votou contra a ampliação do Auxílio Emergencial até o mês de dezembro, o parlamentar usou suas redes sociais oficiais (Facebook Instagram) para restabelecer a verdade. Confira:

"Estamos presenciando uma grande onda de informações falsas, as chamadas fake news. Nos últimos dias, estão divulgando que votei contra a prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600, instituído pela Lei nº 13.982, de 02 de abril de 2020. Isso não procede, pois todos os deputados e deputadas votaram a favor da ampliação do período de pagamento do benefício.

Ao espalhar o boato, estão enviando uma matéria do site da Câmara dos Deputados sobre o PL nº 2801, votado pela Câmara Federal em 15 de julho deste ano, que prevê alteração na Lei do auxílio emergencial em relação à vedação do bloqueio do benefício pela Justiça em caso de dívidas, com exceção da dívida de pensão alimentícia, o qual fui contra.

Volto a afirmar que minha responsabilidade é trabalhar a favor da população e da melhoria da qualidade de vida, por isso jamais seria contra algo que beneficia diretamente os brasileiros que estão passando por dificuldades diante da atual crise em que nos encontramos. Por isso, peço o apoio de todos vocês para que possamos combater as fake news e denunciar aqueles que as constroem sem fundamento, sem conhecimento e com o propósito de atingir, injustamente, quem quer fazer o bem".

Sebastião Oliveira - Deputado federal

A pré-campanha eleitoral em Serra Talhada começa a esquentar de olho na prefeitura municipal. No último final de semana, o presidente do Avante em Pernambuco, Waldemar Oliveira, deixou claro que a oposição está pronta para combater o projeto do prefeito Luciano Duque, que busca eleger a ex-secretária de Saúde, Márcia Conrado (PT), como sucessora.
No último sábado (18), em entrevista ao Programa do Farol, no Youtube, o presidente, também suplente de senador, foi provocado sobre a existência de alguma estratégia para impugnar a candidatura de Márcia após o registro no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
Quanto a questão da pré-candidatura da candidata do prefeito [Márcia Conrado], nós temos, sim; muitas cartas na manga, e entendemos que no momento oportuno vamos fazer a impugnação da candidatura dela, com certeza irão fazer também da nossa [Carlos Evandro], isso é natural. Faz parte do jogo, não é. Tenho acompanhado de perto por conta da advocacia, que é a coisa que mais gosto de fazer”, explicou.
Ainda durante a entrevista, Waldemar Oliveira analisou as ações do governo Duque diante a pandemia do novo coronavírus, afirmando vir acompanhando tudo, mesmo à distância. Ele utilizou como exemplo os prefeitos de Petrolina, no Sertão do São Francisco, e Caruaru, no Agreste, que fizeram o isolamento radical (lockdown) para frear a epidemia.
Quanto a questão da covid-19 em Serra Talhada, em Caruaru, a prefeita Raquel ela tem atuado de forma correta e fecharam a cidade. Em Petrolina, o prefeito Miguel, a mesma coisa, e acho que o nosso prefeito deveria estar mais atento a isso. Eu soube que tem muita gente nas ruas sem máscaras, também soube das festas, e estamos diante uma doença que sabemos muito pouco sobre ela. Ainda não existe uma vacina. Mas é claro que também tem os comerciantes e de alguma forma você tem que adequar”, resumiu.

Governador destacou abertura de novos leitos de UTI nos municípios de Serra Talhada e Petrolina

Passados quatro meses dos primeiros registros de casos de Covid-19 no Estado, o governador Paulo Câmara, em novo pronunciamento, nesta segunda-feira (20), destacou a permanência de queda no número de vítimas da pandemia do novo coronavírus, no Estado.
Após reunir o Gabinete de Crise, a gestão confirmou mais uma semana de redução expressiva no total de óbitos provocados pelo vírus em Pernambuco.
Se nos detivermos ao número de mortes mês a mês, fica claro que o mês de maio registrou o pico mais alto da doença no Estado e, desde então, temos notado uma diminuição expressiva na quantidade de vítimas da Covid-19”, afirmou Paulo Câmara.
O governador pontuou que dividindo as quatro macrorregiões, percebe-se que a Região Metropolitana do Recife e a Zona da Mata demonstram uma retração consolidada da epidemia, enquanto o Agreste e o Sertão ainda precisam de uma maior atenção.
No próximo sábado (25), vamos abrir novos leitos de UTI nos municípios de Serra Talhada e Petrolina, por exemplo, para seguir reforçando a rede de saúde também no Sertão”, adiantou o chefe do Executivo Estadual.
Os novos leitos que já foram abertos nos municípios de Caruaru e Bezerros estão em operação para atender a população do Agreste e diminuir a taxa de ocupação de leitos naquela região.


FONTE: Naynneto

Em carta enviada ao Portal Nayn Neto, belmontense afirma que o novo Programa de crédito popular, que disponibiliza linhas de financiamento de até R$ 3 mil para empreendedores que pretendem começar ou ampliar o negócio, nada tem a ver com a prefeitura de São José do Belmonte. Confira:


"É importante frisar que o Programa é de iniciativa do governo de Pernambuco e atende todo o estado, não tendo qualquer relação com entes municipais. Muitos prefeitos, nesse período que antecede a campanha eleitoral, estão tentando iludir as pessoas, falando que é uma parceria com os municípios, como o daqui de São José do Belmonte que, através do site da prefeitura e de algumas mídias que comanda divulgou na semana passada.


"O crédito atende quem quer desenvolver um negócio informal, como pequenas lojas, carros de espetinhos, entre outros. É possível solicitar os recursos individualmente, mas também através de um grupo solidário, que tenha a partir de três até cinco participantes. A grande diferença desse projeto para os outros é a taxa de juros, a partir de 1,49% e o parcelamento, que vai até 12 vezes. Através dos seus agentes de crédito, a AGE também vai fazer visitas aos estabelecimentos comerciais e empreendedores individuais, para identificação de potenciais clientes, e a prefeitura de Belmonte não tem a ver com esse Programa de linha de crédito popular".



"Para ter acesso à linha de crédito, diferentemente do que  o prefeito mostra, não tendo citado na matéria nenhum contato nem site, não é necessário se dirigir a nenhum local da prefeitura, basta apenas entrar em contato através do telefone 0800 081 8081 ou acessar o site da AGE. Os canais também servem para tirar dúvidas. Para se cadastrar no programa segue o link: http://www.age.pe.gov.br/", informou o leitor belmontense.


A consolidação da Aliança pelo Brasil, partido idealizado pelo presidente Jair Bolsonaro e seus apoiadores, passa por dificuldades. A legenda juntou apenas 3% das assinaturas exigidas pela Justiça Eleitoral, e a possibilidade de que a formalização não ocorra a tempo das eleições de 2022 começa a preocupar os partidários de Bolsonaro. Em meio a esse contexto, o ex-deputado Roberto Jefferson ofereceu seu partido, o PTB, para que Bolsonaro seja candidato à reeleição.
O convite não se deu nos bastidores, e sim em uma reunião oficial no último dia 7, da qual fez parte também o ministro General Ramos (Secretaria de Governo).
Afirmei ao presidente Bolsonaro que tanto o PTB quanto ele e seu governo comungam do propósito de fazer com que o Brasil trilhe o caminho da competitividade, da eficiência, da modernidade e da prosperidade, e que seja um país com mais oportunidades de emprego e de empreender e com menos impostos e menos gastos públicos. E que somos os defensores da família, da vida, da liberdade, da propriedade, da democracia, da justiça e da Pátria, sagrados valores que os comunistas e socialistas tanto tentam destruir mas que nós, os alferes de Deus e leões conservadores, jamais permitiremos”, disse Jefferson ao site oficial do PTB.
O ex-deputado petebista afirmou à Rádio Bandeirantes que avalia em 50% as chances de Bolsonaro ingressar no PTB. Jefferson aposta em uma vinculação ideológica e em uma relação do passado para trazer Bolsonaro. O presidente foi do PTB em um breve período de sua experiência como deputado federal. Esteve no partido entre 2003 e 2005, quando a sigla se reforçou para fazer parte da base do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), então em seu início. Jefferson também tem adotado um discurso com pautas mais próximas das de Bolsonaro, como a defesa do acesso a armas e críticas aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).
O presidente do PTB também usa um discurso prático para fortalecer seu partido. Diz que os deputados federais bolsonaristas que estão hoje no PSL são “zumbis”, por terem suas atividades limitadas pela liderança do partido. Jefferson alega que no PTB eles teriam como fortalecerem seu desempenho na Câmara e que poderiam migrar ao Aliança após a formalização do partido. “Não vou prender ninguém”, disse.
O posicionamento do PTB como possível destino de Bolsonaro traz mais um partido a um jogo que já tem outros na disputa, como o PSD e principalmente o Republicanos (o ex-PRB) – sigla que recebeu recentemente dois filhos de Bolsonaro, o senador Flávio e o vereador Carlos.
Jefferson alega que o estatuto atual do PTB está modernizado e preparado para que o partido receba Bolsonaro. O documento foi atualizado em 2018 indicando uma guinada ao conservadorismo.
Em entrevista à Rádio Trianon no último dia 14, Jefferson falou que o novo estatuto do PTB excluiu o “peleguismo” que marcava o documento anterior e também removeu algumas influências da época de Getúlio Vargas. O PTB foi fundado por Getúlio como um partido trabalhista e com fortes características estatistas.
O novo estatuto do partido reflete o alinhamento entre Jefferson e algumas linhas de pensamento de Bolsonaro. “O PTB entende que o cidadão tem o direito à legítima defesa, portanto deve ter direito à posse de arma de fogo, conforme resultado de consulta popular realizada no país com essa finalidade específica e que nunca foi respeitada”, diz um trecho da carta.
Em outros trechos do estatudo, é destacado que o partido vê “a família” como base da educação e que defende o estabelecimento do “Estado mínimo”.
Também na entrevista à Trianon, Jefferson definiu o PTB com uma das frases-lema do bolsonarismo atual: “liberal na economia e conservador nos costumes”.


Depois de sentir alguns sintomas gripais nos últimos dias, o prefeito Miguel Coelho (MDB) realizou, neste domingo (19), uma série de exames médicos.
A avaliação feita através de hemograma confirmou a presença de uma carga viral no organismo do gestor sertanejo.
A análise inicial e o quadro clínico apontam suspeita de covid-19, dengue ou gripe, por isso, foi realizada a coleta de material para exame RT/PCR, que identifica a presença do vírus Sars-CoV-2. O resultado do teste deve ser anunciado nesta semana, após parecer do Laboratório Central de Pernambuco (Lacen)”, afirma a Prefeitura de Petrolina em nota.
Segundo a gestão municipal, Miguel está em repouso na sua residência, em isolamento domiciliar e sob orientações médicas.
Os primeiros sintomas da síndrome gripal surgiram na noite da quinta-feira (16). O prefeito relata, desde então, ter sentido algumas dores no corpo, calafrios, amargor no paladar e febre.
Como os sintomas de gripe continuam, decidi fazer exames mais detalhados para saber se estou com o coronavírus. Quero tranquilizar todos, estou bem e minha família também, todos isolados. Agora é aguardar os resultados dos exames e fazer o tratamento médico adequado”, disse o prefeito.
Por apresentar sintomas gripais leves, Miguel manterá o trabalho remoto, com reuniões por videoconferência e orientações de forma digital à equipe da Prefeitura de Petrolina.
Assim que receber o laudo do teste sobre covid-19, o prefeito emitirá um novo comunicado para atualizar o quadro clínico e tratamento médico.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou o valor do novo programa social criado pelo governo de Jair Bolsonaro, o Renda Brasil. A proposta deve unificar demais programas sociais, como o Bolsa Família, e será pago aos brasileiros de baixa renda. Segundo  Guedes, o valor deverá ser de R$250 a R$300 mensais.

“O nível vai subir para R$ 250 ou para quase talvez R$ 300”, disse o chefe da Economia em entrevista à Rádio Jovem Pan, na quinta-feira (16).


A previsão é de que o programa já comece a entrar em vigor em setembro, emendando com o auxílio emergencial.


“O auxílio vai começar a descer e vai aterrissar no renda básica. Vai juntar o abono salarial, o Bolsa Família, mais dois ou três programas focalizados e vai criar o Renda Brasil. E vai ser acima do Bolsa Família. Amplia a base, são os 26 milhões do Bolsa Família mais os 10 milhões de brasileiros que eram invisíveis. E vamos ampliar também a cobertura”, explicou Paulo Guedes.



Com o Renda Brasil, o governo visa contemplar parte dos trabalhadores informais que estão recebendo o auxílio de R$ 600 nesse momento de pandemia. Além disso, o Bolsa Família terá um aumento entre R$ 50 a R$ 100.
De um modo geral, os trabalhadores informais que hoje sobrevivem do auxílio emergencial, serão encaixados nesse novo programa se atenderem aos critérios de vulnerabilidade social. A ideia do governo é os trabalhadores pelo Carteira Verde e Amarelo, que vai incentiva-los a retomarem suas atividades profissionais e não ficar apenas na renda básica.
“Quando cair, o brasileiro vai para o Renda Brasil. Mas queremos estimular ele a trabalhar de novo e sair do programa assistencial. O medo das pessoas de sair para começar a trabalhar era perder o Bolsa Família. Mas nós vamos fazer a conversão instantânea. Se não conseguir levantar e cair de novo, garante o Bolsa Família. Se conseguir, quer estimular”, afirmou.

FONTE: Portal de prefeitura